2016 – Trailers dos filmes da Mostra Planeta.Doc Lixo Zero

Confira algumas obras que estarão em exibição de 24 a 30 de outubro

 

No Impáct Man
https://www.youtube.com/watch?v=Z9Ctt7FGFBo
TRAGÉDIA DO LIXO ELETRÔNICO
https://www.youtube.com/watch?v=fGb6KXO5-sE
Bag It
https://www.youtube.com/embed/MRjPkl_4lmM
Just Eat It – A food waste story
https://www.youtube.com/watch?v=zkASAZGIuu0
Plasticized
https://www.youtube.com/watch?v=-haiPCx1WzQ
The Clean Bin Project
https://www.youtube.com/watch?v=tFilb-VhAGE&t=74s
REUSE! Because You Can’t Recycle The Planet
https://www.youtube.com/watch?v=tYKy3tSfk00&t=45s
The DISCARDED
https://www.youtube.com/watch?v=ZYMx3O3N99M

Toxic Trespass

 

https://www.youtube.com/watch?v=OpdqKAC73CMConfira

MOSTRA PLANETA.DOC LIXO ZERO

De 24 a 30 de outubro

Bag It

https://www.youtube.com/embed/MRjPkl_4lmM

Just Eat It – A food waste story

https://www.youtube.com/watch?v=zkASAZGIuu0

No Impáct Man

https://www.youtube.com/watch?v=Z9Ctt7FGFBo

 

Plasticized

https://www.youtube.com/watch?v=-haiPCx1WzQ

REUSE! Because You Can’t Recycle The Planet

https://www.youtube.com/watch?v=tYKy3tSfk00&t=45s

The Clean Bin Project

https://www.youtube.com/watch?v=tFilb-VhAGE&t=74s

Tragédia do Lixo Eletrônico

https://www.youtube.com/watch?v=fGb6KXO5-sE

 

Confira aqui o PDF com a programação completa.

2016 – Confira a programação da Mostra Planeta.Doc Lixo Zero

Faça o download das atrações que estarão em cartaz de 24 a 30/10

Clique aqui para fazer o download do PDF com a programação completa.

2016 – Planeta.Doc abre com a Mostra Lixo Zero

Programação traz 12 filmes dedicados à questão do lixo e da reciclagem

O Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.doc 2016 trará ao Brasil a Mostra Planeta.doc Lixo Zero, de 24 a 30 de outubro, com 12 filmes dedicados à questão do lixo e da reciclagem. A Mostra será realizada em parceria com a Semana Lixo Zero (www.semanalixozero.com.br), que reúne eventos por todo o país dedicados a discutir e trazer soluções para a redução e gestão dos resíduos. As sessões, abertas e gratuitas, serão realizadas no CIC, SESC Prainha, UFSC e UDESC em Florianópolis, Ibirama, Laguna, Joinville e Balneário Camboriú.

De acordo com Rodrigo Sabatini, organizador da Semana Lixo Zero no Brasil, o evento busca orientar as pessoas a mudarem seus estilos de vida e adotarem práticas para emular ciclos naturais mais sustentáveis, nos quais todos os materiais descartados sejam projetados para se tornarem recursos. “Lixo Zero significa concepção e gestão de produtos e processos para evitar e eliminar o volume e a toxicidade dos resíduos e materiais, conservando e recuperando todos os recursos, e não os queimando ou enterrando”, explica.

Ainda de acordo com Sabatini, a implementação do Lixo Zero busca eliminar todas as descargas à terra, água ou ar que são uma ameaça planetária, humana, animal e vegetal. “Todas as soluções passam por uma adaptação cultural, pela quebra do paradigma do descarte para uma cultura do encaminhar, do cuidar”, afirma.

Clique aqui para conferir a programação da Mostra Lixo Zero.

Votação aberta para concurso Planeta.Doc Estudantes

Ação faz parte de uma extensa plataforma educacional que beneficiará milhares de estudantes de SC

 

Já é possível votar nos dez finalistas do Planeta.Doc Estudantes, concurso de filmes socioambientais com até 1 minuto de duração produzidos por estudantes do ensino médio e fundamental de Santa Catarina. O concurso recebeu inscrições de todo estado e são obras que têm como foco a importância do entorno natural e atitudes que contribuam para preservá-lo. Foram escolhidos cinco finalistas na categoria ensino médio e cinco no ensino fundamental, sendo que a votação permanecerá aberta até o dia 2 de novembro pelo sitehttp://planetanaescola.com/selecionados-2016/.

Esse é o segundo ano em que o concurso é realizado e faz parte das ações da plataforma Planeta na Escola, desenvolvida em parceria com o programa Mapa das Artes e Culturas da Secretaria Municipal de Educação e com estreia prevista para 2017. De acordo com Márcia Agostinho, coordenadora do Mapa das Artes e Culturas, os filmes despertam o interesse dos alunos para a temática da disciplina e possibilitam ao professor promover uma profunda reflexão sobre a realidade. “Esse é um extenso trabalho realizado junto às escolas catarinenses para fortalecer ainda mais o processo de conhecimento e transformação dos alunos por meio do uso de material cinematográfico em sala de aula. E o concurso é somente uma parte deste grandioso trabalho educacional que será lançado na sua totalidade no próximo ano”, explica Márcia.

O Planeta.Doc Estudantes integra a programação do Festival Internacional de Cinema Socioambiental (Planeta.Doc), que chega à terceira edição em 2016 já consolidado como o maior evento do gênero no sul do país e um dos principais do Brasil. O festival aportará em Florianópolis entre 24 de outubro e 13 de novembro com uma ampla programação aberta ao público, que inclui a exibição de 80 filmes premiados em eventos como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim sobre temas relacionados ao nosso planeta. As exibições acontecerão em universidades, espaços culturais públicos, cineclubes, escolas de ensino médio e fundamental, entre eles, UFSC, Udesc, Sapiens Parque, Centro Integrado de Cultura (CIC), Instituto Estadual de Educação e Instituto Padre Vilson Groh. Em parceria com a Udesc, as sessões também serão realizadas para estudantes em Ibirama, Laguna, Joinville, Balneário Camboriú e Florianópolis.

Com sessões dentro das escolas, alunos da rede pública de Florianópolis terão a oportunidade de assistir a premiados filmes como O Menino e o Mundo e A Lei da Água, vencedores do Planeta.Doc 2015. “Os filmes propostos são ferramentas eficazes não só para formar o público infantil e jovem, mas para construir espaços proveitosos de debates em torno ao desafio de promover políticas, tecnologias e ações sustentáveis em nossa época”, explica Mônica Linhares, diretora do festival. “Com essas ações queremos estimular a troca de ideias em sala de aula sobre os temas abordados nas produções, contribuindo para a educação e conscientização destes jovens”, complementa a diretora.

O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.

2016 – Inscrição para premiação Planeta.Doc termina neste domingo (25)

Filmes vencedores serão exibidos em sessões itinerantes pelo país

Termina neste domingo (25) o prazo de inscrição para a premiação do Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.Doc, maior evento do gênero no sul do país. Podem ser inscritos filmes nas categorias documentário, ficção e animação nas áreas de ciência e tecnologia, natureza, sociedade e governança, que promovam a reflexão sobre a sociedade contemporânea e desafios da sustentabilidade. A mostra competitiva estará em exibição entre 21 de outubro e 13 de novembro, em Santa Catarina, com uma extensa programação aberta ao público em geral. No ano passado foram mais de 900 filmes inscritos no Planeta.Doc.
Nas mostras competitivas Planeta.Doc Nacional e Planeta.Doc Internacional participam curtas, médias, longas-metragens, programas e séries de TV, sendo que todas as obras em língua estrangeira precisam ter legenda em espanhol, francês, inglês ou português. Nas séries televisivas são aceitos de três a seis episódios. A premiação internacional do festival acontecerá em 2017, com os filmes vencedores exibidos em sessões itinerantes pelo país.
“É motivo de muito orgulho promover um festival internacional de informação e educação que revela e debate por meio da sétima arte a dimensão do impacto ambiental das sociedades humanas”, explica Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento.
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site https://filmfreeway.com/festival/PlanetaDoc, onde está o regulamento completo.
O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.
Termina neste domingo (25) o prazo de inscrição para a premiação do Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.Doc, maior evento do gênero no sul do país. Podem ser inscritos filmes nas categorias documentário, ficção e animação nas áreas de ciência e tecnologia, natureza, sociedade e governança, que promovam a reflexão sobre a sociedade contemporânea e desafios da sustentabilidade. A mostra competitiva estará em exibição entre 24 de outubro e 13 de novembro, em Santa Catarina, com uma extensa programação aberta ao público em geral. No ano passado foram mais de 900 filmes inscritos no Planeta.Doc.
Nas mostras competitivas Planeta.Doc Nacional e Planeta.Doc Internacional participam curtas, médias, longas-metragens, programas e séries de TV, sendo que todas as obras em língua estrangeira precisam ter legenda em espanhol, francês, inglês ou português. Nas séries televisivas são aceitos de três a seis episódios. A premiação internacional do festival acontecerá em 2017, com os filmes vencedores exibidos em sessões itinerantes pelo país. “É motivo de muito orgulho promover um festival internacional de informação e educação que revela e debate por meio da sétima arte a dimensão do impacto ambiental das sociedades humanas”, explica Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site https://filmfreeway.com/festival/PlanetaDoc, onde está o regulamento completo.
O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.

2016 – Planeta.Doc fecha parceria com o Ecozine para a programação 2016

No total, 15 filmes do Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente estarão na mostra competitiva

Em parceria com o Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, e com o apoio da Embaixada da Espanha, o Planeta.Doc exibirá 15 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, que estarão na mostra competitiva. O Ecozine existe desde 2008 e é parte da Green Film Network, maior rede mundial de festivais de cinema de temática ambiental, e já exibiu quase 700 produções de vários países para um público de mais de 50 mil pessoas.

A terceira edição do Planeta.Doc aportará em Florianópolis entre 24 de outubro e 13 de novembro com uma extensa programação – também aberta ao público em geral. No total, cerca de 80 filmes premiados em eventos como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim sobre temas relacionados ao nosso planeta serão exibidos gratuitamente em universidades, espaços culturais públicos, cineclubes, escolas de ensino médio e fundamental. A programação também será composta pelas mostras não-competitivas Cidades Humanas, Planeta.Doc Lixo Zero, Cinemateca da Embaixada da França e Mostra Diretores. Outro destaque será o Planeta.Doc Conferências, nos dias 3 e 4 de novembro, com participação de cientistas e especialistas na área socioambiental. Os encontros acontecerão no Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina.

O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.

 

2015 – Planeta.Doc invade o CIC neste fim de semana e feriado

Doze filmes do Festival Internacional de Cinema Socioambiental serão exibidos gratuitamente

O Centro Integrado de Cultura (CIC) promove 12 sessões do Planeta.Doc neste fim de semana e feriado, todas com entrada gratuita. Uma ótima opção para quem quiser assistir premiadas e consagradas obras mundiais que fazem parte do Festival Internacional de Cinema Socioambiental, que está sendo realizado em Florianópolis. A mostra competitiva estará em cartaz em diferentes locais da cidade até 13 de novembro, sendo que a programação prossegue até o dia 15 de dezembro na Capital com diferentes atrações.

No sábado e domingo, às 10h, será exibido “O Menino e o Mundo”, filme de animação brasileiro de 2014, dirigido por Alê Abreu. A obra conquistou 34 prêmios no total, entre eles, o Prêmio Cristal de melhor longa-metragem no 38º Festival de cinema de animação de Annecy, na França, considerado o maior prêmio da animação mundial.

A programação de sábado terá ainda “A Tragédia do  Lixo Eletrônico” (14h) e “Como Mudar o Mundo (21h40). Na Mostra Diretores, “Sigo Siendo”, do peruano Javier Corcuera, será exibido às 20h. Tendo a música como fio condutor, o filme percorre o Peru desconhecido e recôndito por meio dos três grandes espaços que o compõem: Ayacucho (Zona Andina), a Amazônia (Selva) e costa (Lima, a cidade). O documentário foi eleito pelo júri o melhor documentário no 17° Festival de Cine de Lima.

No domingo, “Bidder 70” (16h), “Como Mudar o Mundo” (18h) e “Paraíso” (21h40) serão as atrações em exibição no CIC pela Mostra Competitiva do Planeta.Doc. Já na Mostra Diretores, às 20h, “Eu Receberia as Piores Notícias do Seus Lindos Lábios”, de Beto Brant e Renato Ciasca, estará em exibição. A produção brasileira tem Camila Pitanga como protagonista de um triângulo amoroso.

Na segunda-feira acontecerão três sessões, todas na parte da tarde e à noite. Às 18h, “A Visita”, de Michael Madsen, explora as possibilidades de um primeiro encontro entre humanos e alienígenas. Na sequencia, às 20h, “Guardiões dos Alimentos” mostra especialistas que estão tentando mudar o modo como os americanos se alimentam.

Para encerrar o feriado, o documentário “O Veneno Está na Mesa II”, de Sílvio Tendler, será exibido às 20h na mostra do FICA Itinerante. O filme recebeu o Troféu Carmo Bernardes, como o melhor longa do 17º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental em 2015, pela perspicaz associação entre o meio ambiente, saúde e economia, propondo alternativas ao modelo hegemônico na agropecuária brasileira.

Obs.: para conferir a programação completa o link é http://goo.gl/4UOIh0.

A TRAGÉDIA DO LIXO ELETRÔNICO (Cosima Dannoritzer. Doc. ESP/FRA/GBR. 86’)
Uma jornada investigativa pelo mundo do tráfico ilegal de lixo eletrônico, revelando um comércio tóxico global alimentado pela sede de lucro e pela corrupção.
Trailer: https://vimeo.com/117388039

A VISITA (Michael Madsen. Doc. DNK/AUT/IRL/FIN. 83’)
Este filme dedica-se as possibilidades de um primeiro encontro entre humanos e um visitante alienígena. Partindo de depoimentos de cientistas, engenheiros, especialistas e militares, elabora alternativas em torno do hipotético desembarque de uma aeronave gigantesca e tripulada. Ao imaginar as possíveis respostas para perguntas aparentemente simples – como as razões da visita do alienígena e sua visão dos terráqueos, o documentário realiza também uma exploração filosófica de nossos medos frente a um contato imediato capaz de mudar nossa espécie para sempre.

BIDDER 70 (Beth Gage e George Gage. Doc. EUA 73’)
O filme narra um ato extraordinário, engenhoso e eficaz de desobediência civil, que exigiu do governo e da indústria presta- ção de contas. Em 2008 o estudante de economia da Universidade de Utah, Tim DeChristopher, cometeu um ato que iria redefinir o patriotismo em nosso tempo, acendendo um espírito de desobediência civil em nome da justiça climática.
Trailer: https://vimeo.com/19752485

COMO MUDAR O MUNDO (Jerry Rothwell. Doc. GBR/CAN. 110’)
Em 1971 um grupo de amigos navega até uma zona de testes nucleares e sua ação encanta o mundo todo. Com material de arquivo jamais exibido, que dá vida a esta extraordinária aventura, o filme conta a história dos pioneiros que fundaram o Green Peace, que definiu o moderno ativismo verde.
Trailer: https://vimeo.com/126619145

EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS (Beto Brant, Renato Ciasca. Fic. BRA, 100’) (Mostra Diretores)
Um triângulo amoroso envolvendo Cauby, um fotógrafo que visita o interior da Amazônia, Lavínia, uma mulher linda e instável, e seu marido, o pastor Ernani, que acredita ser possível consertar as contradições do mundo. Lavínia, o corpo, Cauby, o olhar, Ernani, a palavra – três lados de uma ardente paixão em meio à natureza ameaçada pela devastação.
Trailer: https://vimeo.com/34034797

GUARDIÕES DOS ALIMENTOS (Jeff Spitz e Jennifer Amdur Spitz. Doc. EUA. 74’)

Uma mãe de família americana, depois que o filho quase morre de contaminação alimentar, parte em uma jornada para entender a indústria alimentar e melhorar os hábitos alimentares de sua família. Supreendentemente engraçado, emocionante, e bastante pessoal, o filme mostra especialistas em alimentos com diferentes pontos de vistas e experiência, que estão tentando mudar o modo como os americanos se alimentam e compram comida.

O MENINO E O MUNDO (Alê Abreu. Ani. BRA. 85’)
Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, no entanto, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desnorteado, o menino faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.
Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=yvxtcAoXgcs

O VENENO ESTÁ NA MESA II (Sílvio Tendler. Doc. BRA. 110’) (Mostra Fica Itinerante)
Em qual mundo queremos viver? O mundo envenenado do agronegócio ou da liberdade e da diversidade agroecológica?
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=0PXFcO1T-wA

PARAÍSO (Nash Ang. Doc. PHL. 60’)
Documentário ao estilo do ‘cinema direto’ que segue as vidas das crianças sobreviventes, um mês após a tragédia do mais forte tufão já registrado na Terra: Haiyan, nas Filipinas. Vamos ver a sua luta pela sobrevivência e como vão reconstruir as suas vidas no local que já foi o seu Paraíso, e que agora é apenas uma memória da tragédia e da grande perda.

SIGO SIENDO (Fic. Peru. 110’) (Mostra Diretores)
Sigo Sendo é um filme de personagens que são parte de um país. O filme fala de música e de músicos, mas não é um filme estritamente musical. Percorre o Peru desconhecido e recôndito por meio dos três grandes espaços que o compõem: Ayacucho (Zona Andina), a Amazônia (Selva) e costa (Lima, a cidade).
Trailer: https://vimeo.com/59666090

Fotos Divulgação:

Eu receberia As Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios

O Menino e o Mundo

Sigo Siendo

O Veneno Está na Mesa II

2016 – Contagem regressiva para o maior Festival de Cinema Socioambiental do sul do país

Terceira edição do Planeta.Doc começa em outubro na capital catarinense

O Festival Internacional de Cinema Socioambiental (Planeta.Doc) chega à terceira edição em 2016 já consolidado como o maior evento do gênero no sul do país e um dos principais do Brasil. No ano passado foram mais de 900 filmes inscritos na mostra competitiva, com a exibição gratuita de 83 obras e o envolvimento de estudantes de ensino médio, fundamental e universitário de todo o Estado de Santa Catarina. Para este ano o Planeta.Doc aportará em Florianópolis entre 24 de outubro e 13 de novembro com uma extensa programação – também aberta ao público em geral.

No total, cerca de 80 filmes premiados em eventos como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim sobre temas relacionados ao nosso planeta serão exibidos gratuitamente em universidades, espaços culturais públicos, cineclubes, escolas de ensino médio e fundamental. Entre os espaços previstos na Capital estão a UFSC, Udesc, Sapiens Parque, Centro Integrado de Cultura (CIC), Fundação Cultural Badesc, SESC Prainha, Instituto Estadual de Educação e Instituto Padre Vilson Groh. Em parceria com a UDESC, as sessões também serão realizadas para estudantes em Ibirama, Laguna, Joinville, Balneário Camboriú, além de Florianópolis.

“É motivo de muito orgulho promover um festival de informação e educação que revela e debate a dimensão do impacto ambiental das sociedades humanas. O Planeta.Doc desperta uma profunda reflexão sobre a construção de sociedades mais sustentáveis e inclusivas”, explica Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento. A programação também será composta pelas mostras não-competitivas Cidades Humanas, Planeta.Doc Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cinemateca da Embaixada da França e Mostra Diretores.

Outro destaque será o Planeta.Doc Conferências, nos dias 3 e 4 de novembro, com participação de cientistas e especialistas na área socioambiental. Os encontros acontecerão no Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina.

“Nossa missão como Festival de Cinema Socioambiental é mostrar por meio de filmes as práticas geradas internacionalmente para a promoção da sustentabilidade, com foco nas inovações que incidam positivamente na preservação e na melhoria da qualidade de vida”, destaca Mônica.

O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.

2015 – Planeta.Doc é opção imperdível para o fim de semana na Capital

Nove filmes estarão em cartaz no CIC, todos com entrada gratuita

Uma seleção de nove premiados filmes estará em cartaz neste fim de semana no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. As sessões são todas gratuitas e fazem parte da programação do Planeta.Doc, Festival Internacional de Cinema Socioambiental, que começou no último dia 26 na Capital. Além das obras que integram a mostra competitiva do festival, teve início na última terça-feira (3) a Mostra de Filmes da Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e do Institut Français, com a exibição de oito documentários franceses até o dia 13, sempre às 21h40, no CIC.

“É uma oportunidade imperdível para conferir um Festival Internacional de Cinema e poder assistir gratuitamente algumas das mais premiadas obras mundiais que focam os desafios da sustentabilidade e apresentam as soluções que estão sendo geradas para viabilizar sociedades harmonicamente integradas ao seu meio natural”, explica Mônica Linhares, diretora do evento.

As sessões abertas ao público do Planeta.Doc terminam no próximo dia 13, mas a programação prossegue com outras atrações até o dia 15 de dezembro. Confira no link http://goo.gl/4UOIh0 ou no site www.planetadoc.com.

CIC SÁBADO (07/11)

10h00 – O Outro Homem: F.W. de Klerl e o fim do Apartheid

20h00 – Uigures, os prisioneiros do absurdo

21h40 – Era uma vez na Floresta (MOSTRA Francesa)

CIC DOMINGO (08/11)

10h00 – Procura-se desesperadamente uma zona limpa

14h00 – A tragédia do Lixo Eletrônico

16h00 – O Caminho do Algodão

18h00 – O Último Oceano

20h00 – Planetário

21h40 – O mundo segundo a Monsanto (MOSTRA Francesa)

A TRAGÉDIA DO LIXO ELETRÔNICO

Cosima Dannoritzer. Doc. ESP/FRA/GBR. 86’

Uma jornada investigativa pelo mundo do tráfico ilegal de lixo eletrônico, revelando um comércio tóxico global alimentado pela sede de lucro e pela corrupção.

Trailer: https://vimeo.com/117388039

ERA UMA VEZ UMA FLORESTA

Luc Jacquet. Doc. FRA. 78’

O filme convida seu público para um nunca antes visto mundo de maravilha natural e beleza surpreendente. Pela primeira vez, seremos capazes de assistir a uma floresta tropical crescendo diante de nossos olhos. O filme nos fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=aG1vwxFmwME

O CAMINHO DO ALGODÃO

Laura Kissel. Doc. EUA. 72’

Consumidores em todo o mundo gastam milhões com roupas todos os anos, mas poucos sabem como são feitas e quem as produz. O filme acompanha o algodão, das fazendas da Carolina do Sul até as fábricas chinesas para revelar o processo industrial desta cadeia global de fornecedores.

Trailer: https://vimeo.com/105490261

O MUNDO SEGUNDO A MONSANTO

Marie-Monique Robin. Doc. FRA/DEU/CAN. 108’

Criada em 1901, a gigante americana Monsanto, hoje líder mundial na produção de organismos geneticamente modificados, é conhecida pela toxidade de seus produtos. Por meio de documentos inéditos e testemunhos de cientistas, representantes governamentais e vítimas da companhia, o filme realiza uma ampla investigação sobre um dos maiores impérios industriais do mundo.

O OUTRO HOMEM: F.W. DE KLERL E O FIM DO APARTHEID

Nicolas Rossier. Doc. EUA. 75’

Último presidente sul-africano do regime do apartheid, Frederik Willem de Klerk foi sempre considerado um enigma. As ambiguidades de um homem que, para muitos, foi o derradeiro representante de um sistema excludente e criminoso, para outros, um traidor oportunista da minoria branca, ou ainda uma figura de astúcia política essencial no encaminhamento de uma transição inevitável emergem ao longo de entrevistas com diversas figuras que conviveram com este eloquente senhor de 78 anos.

Trailer: https://vimeo.com/113547898

O ULTIMO OCEANO

Peter Young . NZE. 88’

O Mar de Ross, um dos últimos mares intocados do planeta, está no centro deste documentário. O

ecologista David Ainley pesquisa a região há mais de 30 anos, compilando a riqueza de seu ecossistema e o descreve como um “laboratório vivo”. Resultado de seis anos de pesquisas, filmagens e ativismo.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=bKQUmlV6cSk

PLANETÁRIO

Guy Reid. Doc. GBR. 85’

Estamos no meio de uma crise global de perspectiva. Nós nos esquecemos a verdade inegável que tudo está conectado. Planetário é uma chamada para despertarmos, provocante e de tirar o fôlego, uma jornada cinematográfica transcontinental, que explora as nossas origens cósmicas e nosso futuro como uma espécie. É um lembrete poético de que é hora de mudar a nossa perspectiva. Hora de lembrar que somos planetários.

Trailer: https://vimeo.com/126007771

PROCURA-SE DESESPERADAMENTE ZONA LIMPA

Marc Khanne. Doc. FRA. 58’

Por razões que ainda não estão totalmente explicadas, algumas mulheres, homens e até mesmo as crianças estão ficando sensíveis aos campos eletromagnéticos artificiais provocados pelos celulares.

Para se protegerem de uma dor constante e inevitável, essas pessoas têm de permanecer fechadas nas suas próprias casas, refugiando-se ou, pior ainda, são obrigadas a deixar as suas famílias ou

a parar de trabalhar.

Trailer: https://vimeo.com/110139143

UIGURES, OS PRISIONEIROS DO ABSURDO

Patricio Henriquez. Doc. CAN. 99’

Em outubro de 2001, como parte de uma campanha de endurecimento da repressão ao terrorismo, os EUA

invadem o Afeganistão. Paralelamente, oferecem altas recompensas a quem entregar membros da Al Qaeda. Vinte e dois integrantes da minoria uigur, que vieram da China fugindo a perseguições, são vendidos aos norte-americanos como terroristas. Vão parar em Guantánamo, onde permanecem presos por por 11 anos e sem um processo formal.

Trailer: https://vimeo.com/117619588

2015 – Florianópolis vira a capital internacional do cinema socioambiental

Abertura oficial do Planeta.Doc será hoje à noite, na Assembleia Legislativa, às 19h

Começou a última segunda-feira (26), em Florianópolis, a segunda edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc -, trazendo para a capital catarinense algumas das mais importantes e premiadas obras mundiais do gênero. A abertura oficial acontecerá na noite desta quarta-feira (28), às 19h, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, com a exibição de “Planetary“. Dirigido por Guy Reid, o documentário explora as origens cósmicas e o nosso futuro como uma espécie. A sessão é aberta ao público e tem ingressos gratuitos.

Além da exibição de 83 filmes em diferentes locais da cidade – auditórios da UFSC, Udesc, Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque e na Assembleia Legislativa – em ação coordenada com a Udesc, o festival também acontecerá em Laguna e Ibirama, estendendo as realizações a outras regiões do estado.

A programação contará ainda com as mostras FICA Itinerante, Planeta.Doc Curtas e Cinemateca da Embaixada da França, além de exposições fotográficas, peças teatrais, palestras e debates com diretores e cineastas como o canadense Todd Southgate. Responsável pelo documentário “Desculpe pelo Transtorno”, que abriu as exibições na Universidade de Santa Catarina, ele conversou com os estudantes após a sessão e não escondeu a alegria por ver a realização do Planeta.Doc em Florianópolis.

“Eventos como este são maravilhosos pois chamam a atenção e ajudam a conscientizar sobre as questões ambientais e sociais, especialmente nas universidades, onde estão as pessoas que farão diferença no futuro e ajudarão a mudar essa realidade”, comenta Southgate, que percorre o mundo para realizar as suas obras, mas que escolheu a Ilha de Santa Catarina para retornar após as suas andanças.

A programação completa do Festival Internacional de Cinema Socioambiental de Florianópolis está disponível no link: https://www.planetadoc.com/useruploads/files/programacao_planetadoc_2015.pdf.

O Planeta.Doc tem apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Cinemateca da Embaixada da França, Institut Français e Ambassade de France au Brésil, UFSC, UDESC (Florianópolis, Laguna e Ibirama) Fundação CERTI, Sapiens Parque, Mapa das Artes e Cultura de Florianópolis, Hotel Majestic, Itapema FM. Tem ainda parceria da Analize, Cineclube Presença, Cineclube Laguna, Cineclube IPHAN, FICA, UNISUL, Semana Lixo Zero e das empresas juniores da UFSC EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), TÉTIS (Oceanografia) e Analize (Ciências Agrárias). A realização é do Instituto I3V e Produtora Visionário.