2016 – Contagem regressiva para o maior Festival de Cinema Socioambiental do sul do país

Terceira edição do Planeta.Doc começa em outubro na capital catarinense

O Festival Internacional de Cinema Socioambiental (Planeta.Doc) chega à terceira edição em 2016 já consolidado como o maior evento do gênero no sul do país e um dos principais do Brasil. No ano passado foram mais de 900 filmes inscritos na mostra competitiva, com a exibição gratuita de 83 obras e o envolvimento de estudantes de ensino médio, fundamental e universitário de todo o Estado de Santa Catarina. Para este ano o Planeta.Doc aportará em Florianópolis entre 24 de outubro e 13 de novembro com uma extensa programação – também aberta ao público em geral.

No total, cerca de 80 filmes premiados em eventos como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim sobre temas relacionados ao nosso planeta serão exibidos gratuitamente em universidades, espaços culturais públicos, cineclubes, escolas de ensino médio e fundamental. Entre os espaços previstos na Capital estão a UFSC, Udesc, Sapiens Parque, Centro Integrado de Cultura (CIC), Fundação Cultural Badesc, SESC Prainha, Instituto Estadual de Educação e Instituto Padre Vilson Groh. Em parceria com a UDESC, as sessões também serão realizadas para estudantes em Ibirama, Laguna, Joinville, Balneário Camboriú, além de Florianópolis.

“É motivo de muito orgulho promover um festival de informação e educação que revela e debate a dimensão do impacto ambiental das sociedades humanas. O Planeta.Doc desperta uma profunda reflexão sobre a construção de sociedades mais sustentáveis e inclusivas”, explica Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento. A programação também será composta pelas mostras não-competitivas Cidades Humanas, Planeta.Doc Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cinemateca da Embaixada da França e Mostra Diretores.

Outro destaque será o Planeta.Doc Conferências, nos dias 3 e 4 de novembro, com participação de cientistas e especialistas na área socioambiental. Os encontros acontecerão no Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina.

“Nossa missão como Festival de Cinema Socioambiental é mostrar por meio de filmes as práticas geradas internacionalmente para a promoção da sustentabilidade, com foco nas inovações que incidam positivamente na preservação e na melhoria da qualidade de vida”, destaca Mônica.

O Planeta.Doc 2016 tem o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, e apoio cultural da Neoway Business Solutions, Resort Costão do Santinho e Digilab. Apoio institucional da Udesc, UFSC, Unisul, Fundação Certi, Sapiens Parque, Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação de Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francês, Embaixada da Espanha, Fundação Cultural Badesc, SESC em Santa Catarina e Instituto Estadual de Educação. São parceiros do Festival o Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero, Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, Cineclube Presença, CineClube Iphan, Aequo Sustentabilidade, TV UFSC e Projeto Guarani Serra Geral.

2015 – Planeta.Doc é opção imperdível para o fim de semana na Capital

Nove filmes estarão em cartaz no CIC, todos com entrada gratuita

Uma seleção de nove premiados filmes estará em cartaz neste fim de semana no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. As sessões são todas gratuitas e fazem parte da programação do Planeta.Doc, Festival Internacional de Cinema Socioambiental, que começou no último dia 26 na Capital. Além das obras que integram a mostra competitiva do festival, teve início na última terça-feira (3) a Mostra de Filmes da Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e do Institut Français, com a exibição de oito documentários franceses até o dia 13, sempre às 21h40, no CIC.

“É uma oportunidade imperdível para conferir um Festival Internacional de Cinema e poder assistir gratuitamente algumas das mais premiadas obras mundiais que focam os desafios da sustentabilidade e apresentam as soluções que estão sendo geradas para viabilizar sociedades harmonicamente integradas ao seu meio natural”, explica Mônica Linhares, diretora do evento.

As sessões abertas ao público do Planeta.Doc terminam no próximo dia 13, mas a programação prossegue com outras atrações até o dia 15 de dezembro. Confira no link http://goo.gl/4UOIh0 ou no site www.planetadoc.com.

CIC SÁBADO (07/11)

10h00 – O Outro Homem: F.W. de Klerl e o fim do Apartheid

20h00 – Uigures, os prisioneiros do absurdo

21h40 – Era uma vez na Floresta (MOSTRA Francesa)

CIC DOMINGO (08/11)

10h00 – Procura-se desesperadamente uma zona limpa

14h00 – A tragédia do Lixo Eletrônico

16h00 – O Caminho do Algodão

18h00 – O Último Oceano

20h00 – Planetário

21h40 – O mundo segundo a Monsanto (MOSTRA Francesa)

A TRAGÉDIA DO LIXO ELETRÔNICO

Cosima Dannoritzer. Doc. ESP/FRA/GBR. 86’

Uma jornada investigativa pelo mundo do tráfico ilegal de lixo eletrônico, revelando um comércio tóxico global alimentado pela sede de lucro e pela corrupção.

Trailer: https://vimeo.com/117388039

ERA UMA VEZ UMA FLORESTA

Luc Jacquet. Doc. FRA. 78’

O filme convida seu público para um nunca antes visto mundo de maravilha natural e beleza surpreendente. Pela primeira vez, seremos capazes de assistir a uma floresta tropical crescendo diante de nossos olhos. O filme nos fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=aG1vwxFmwME

O CAMINHO DO ALGODÃO

Laura Kissel. Doc. EUA. 72’

Consumidores em todo o mundo gastam milhões com roupas todos os anos, mas poucos sabem como são feitas e quem as produz. O filme acompanha o algodão, das fazendas da Carolina do Sul até as fábricas chinesas para revelar o processo industrial desta cadeia global de fornecedores.

Trailer: https://vimeo.com/105490261

O MUNDO SEGUNDO A MONSANTO

Marie-Monique Robin. Doc. FRA/DEU/CAN. 108’

Criada em 1901, a gigante americana Monsanto, hoje líder mundial na produção de organismos geneticamente modificados, é conhecida pela toxidade de seus produtos. Por meio de documentos inéditos e testemunhos de cientistas, representantes governamentais e vítimas da companhia, o filme realiza uma ampla investigação sobre um dos maiores impérios industriais do mundo.

O OUTRO HOMEM: F.W. DE KLERL E O FIM DO APARTHEID

Nicolas Rossier. Doc. EUA. 75’

Último presidente sul-africano do regime do apartheid, Frederik Willem de Klerk foi sempre considerado um enigma. As ambiguidades de um homem que, para muitos, foi o derradeiro representante de um sistema excludente e criminoso, para outros, um traidor oportunista da minoria branca, ou ainda uma figura de astúcia política essencial no encaminhamento de uma transição inevitável emergem ao longo de entrevistas com diversas figuras que conviveram com este eloquente senhor de 78 anos.

Trailer: https://vimeo.com/113547898

O ULTIMO OCEANO

Peter Young . NZE. 88’

O Mar de Ross, um dos últimos mares intocados do planeta, está no centro deste documentário. O

ecologista David Ainley pesquisa a região há mais de 30 anos, compilando a riqueza de seu ecossistema e o descreve como um “laboratório vivo”. Resultado de seis anos de pesquisas, filmagens e ativismo.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=bKQUmlV6cSk

PLANETÁRIO

Guy Reid. Doc. GBR. 85’

Estamos no meio de uma crise global de perspectiva. Nós nos esquecemos a verdade inegável que tudo está conectado. Planetário é uma chamada para despertarmos, provocante e de tirar o fôlego, uma jornada cinematográfica transcontinental, que explora as nossas origens cósmicas e nosso futuro como uma espécie. É um lembrete poético de que é hora de mudar a nossa perspectiva. Hora de lembrar que somos planetários.

Trailer: https://vimeo.com/126007771

PROCURA-SE DESESPERADAMENTE ZONA LIMPA

Marc Khanne. Doc. FRA. 58’

Por razões que ainda não estão totalmente explicadas, algumas mulheres, homens e até mesmo as crianças estão ficando sensíveis aos campos eletromagnéticos artificiais provocados pelos celulares.

Para se protegerem de uma dor constante e inevitável, essas pessoas têm de permanecer fechadas nas suas próprias casas, refugiando-se ou, pior ainda, são obrigadas a deixar as suas famílias ou

a parar de trabalhar.

Trailer: https://vimeo.com/110139143

UIGURES, OS PRISIONEIROS DO ABSURDO

Patricio Henriquez. Doc. CAN. 99’

Em outubro de 2001, como parte de uma campanha de endurecimento da repressão ao terrorismo, os EUA

invadem o Afeganistão. Paralelamente, oferecem altas recompensas a quem entregar membros da Al Qaeda. Vinte e dois integrantes da minoria uigur, que vieram da China fugindo a perseguições, são vendidos aos norte-americanos como terroristas. Vão parar em Guantánamo, onde permanecem presos por por 11 anos e sem um processo formal.

Trailer: https://vimeo.com/117619588

2015 – Florianópolis vira a capital internacional do cinema socioambiental

Abertura oficial do Planeta.Doc será hoje à noite, na Assembleia Legislativa, às 19h

Começou a última segunda-feira (26), em Florianópolis, a segunda edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc -, trazendo para a capital catarinense algumas das mais importantes e premiadas obras mundiais do gênero. A abertura oficial acontecerá na noite desta quarta-feira (28), às 19h, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, com a exibição de “Planetary“. Dirigido por Guy Reid, o documentário explora as origens cósmicas e o nosso futuro como uma espécie. A sessão é aberta ao público e tem ingressos gratuitos.

Além da exibição de 83 filmes em diferentes locais da cidade – auditórios da UFSC, Udesc, Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque e na Assembleia Legislativa – em ação coordenada com a Udesc, o festival também acontecerá em Laguna e Ibirama, estendendo as realizações a outras regiões do estado.

A programação contará ainda com as mostras FICA Itinerante, Planeta.Doc Curtas e Cinemateca da Embaixada da França, além de exposições fotográficas, peças teatrais, palestras e debates com diretores e cineastas como o canadense Todd Southgate. Responsável pelo documentário “Desculpe pelo Transtorno”, que abriu as exibições na Universidade de Santa Catarina, ele conversou com os estudantes após a sessão e não escondeu a alegria por ver a realização do Planeta.Doc em Florianópolis.

“Eventos como este são maravilhosos pois chamam a atenção e ajudam a conscientizar sobre as questões ambientais e sociais, especialmente nas universidades, onde estão as pessoas que farão diferença no futuro e ajudarão a mudar essa realidade”, comenta Southgate, que percorre o mundo para realizar as suas obras, mas que escolheu a Ilha de Santa Catarina para retornar após as suas andanças.

A programação completa do Festival Internacional de Cinema Socioambiental de Florianópolis está disponível no link: https://www.planetadoc.com/useruploads/files/programacao_planetadoc_2015.pdf.

O Planeta.Doc tem apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Cinemateca da Embaixada da França, Institut Français e Ambassade de France au Brésil, UFSC, UDESC (Florianópolis, Laguna e Ibirama) Fundação CERTI, Sapiens Parque, Mapa das Artes e Cultura de Florianópolis, Hotel Majestic, Itapema FM. Tem ainda parceria da Analize, Cineclube Presença, Cineclube Laguna, Cineclube IPHAN, FICA, UNISUL, Semana Lixo Zero e das empresas juniores da UFSC EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), TÉTIS (Oceanografia) e Analize (Ciências Agrárias). A realização é do Instituto I3V e Produtora Visionário.

2015 – Planeta.Doc começa na próxima segunda (26) em Florianópolis

Festival Internacional de Cinema Socioambiental acontecerá até 13 de novembro

Florianópolis recebe a partir da próxima segunda-feira (26) o Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc -, evento que aborda a temática ambiental e social do mundo contemporâneo por meio da sétima arte. A programação terá a exibição de 80 premiados filmes nacionais e internacionais, com sessões gratuitas até 13 de novembro nos auditórios da UFSC, UDESC, Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque e Assembleia Legislativa.

Exposições fotográficas, peças teatrais, palestras e debates com diretores e cineastas também fazem parte da programação. Segundo Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento, o Planeta.Doc quer chamar a atenção para a necessidade da preservação do meio ambiente utilizando o cinema como meio de reflexão. “A população catarinense terá a oportunidade de assistir a algumas das mais importantes obras socioambientais do mundo, premiadas em festivais internacionais como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim e que conscientizam sobre alternativas de construção das sociedades humanas mais responsáveis e felizes”, destaca.

Para incentivar o debate também entre os alunos da rede municipal de educação de Florianópolis, o Planeta.Doc firmou parceria com o Programa Mapa das Artes e Culturas da Secretaria Municipal de Educação. “Queremos levar os estudantes para as salas de cinema, contribuindo para o processo de conhecimento e transformação destes jovens”, conta a Mônica. Por meio da UDESC–Laguna e Cineclube Iphan, as ações também acontecerão em Laguna, no Cine Mussi (SESC), e em Ibirama, estendendo o festival a outras regiões do estado.

Produções consagradas

 

Entre as consagradas produções que fazem parte da programação estão ‘Transgenic Wars’, de Paul Moreira (vencedor do FICA 2015), ‘O Sal da Terra’, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado (vencedor do César de melhor documentário), ‘Planetary’, de Guy Reid (seleção oficial do Washington DC Film Festival), ‘Love Thy Nature’, de Sylvie Rokab (vencedor do Cosmic Angel 2015), além de ‘Bidder 70’ (Tim DeChristopher), ‘Drone’ (Tonje Hessen Schei), ‘Gambling On Extinction’ (Jakob Kneser ), ‘The Other Man: F.W. de Klerk and the End of Apartheid’ (Nicolas Rossier), ‘Once Upon a Forest’ (Luc Jaquet), ‘The Last Ocean’ (Peter Young), ‘Damocracy’ (Todd Southgate), ‘Snake Dance’ (Patrick Marnham, Manu Riche).

Dos brasileiros, o premiado ‘O Menino e o Mundo’ (foto), vencedor do Prêmio Cristal no 38º Festival de Cinema de Animação de Annecy, na França, considerado o maior reconhecimento da animação mundial; ‘O veneno está na mesa II’, novo documentário de Silvio Tendler; ‘Desculpe pelo Transtorno: A História do Bar do Chico’, premiado documentário rodado em Florianópolis pelo diretor inglês Todd Southgate; ‘A nação que não esperou por Deus’, de Lucia Murat; e ‘A Lei da água’, de André D Elia.

Programação

O festival terá eventos paralelos como a Mostra de Filmes da Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e do Institut Français, composta por oito filmes, entre eles, ‘Planet Glace’, ‘Clevelent contre Wall Street’, ‘Chante Ton Bac D Aborde’, ‘Comment Jai Détesté Le Maths’, ‘Avec Dédé’ e ‘Au-Dela Du Nuage’ e ‘Bambi’. Contará, ainda, com a Mostra de Diretores Prestigiados, como Beto Brant, com seu filme ‘Eu receberia as piores notícias dos seus tristes lábios’, estrelado por Camila Pitanga, o peruano Javier Corcuera, entre outros.

A Mostra do FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental – também faz parte da programação, com a exibição dos filmes vencedores, entre eles, ‘Transgenic Wars’, ganhador da última edição. Realizado desde 1999 em Goiás, o FICA é o mais antigo festival socioambiental do Brasil e membro-fundador da Green Film Network, rede mundial de festivais de cinema ambiental.

Premiação Planeta.Doc

Também estão abertas as inscrições para a premiação internacional que escolherá os melhores filmes de documentário e animação de curta, média e longa metragem nas categorias Planeta.Doc Internacional (10 filmes vencedores) e Planeta.doc Brasil (5 filmes vencedores). Mais de 500 obras de 66 países já estão inscritas e os interessados têm até o dia 1º de dezembro para enviar o material pela plataforma  https://filmfreeway.com/festival/PlanetaDoc. O júri internacional fará a escolha dos vencedores em janeiro e fevereiro, com entrega dos prêmios em março de 2016.

O Planeta.Doc tem apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Cinemateca da Embaixada da França, Institut Français e Ambassade de France au Brésil, UFSC, UDESC (Florianópolis, Laguna e Ibirama) Fundação CERTI, Sapiens Parque, Mapa das Artes e Cultura de Florianópolis, Hotel Majestic, Itapema FM. Tem ainda parceria da Analize, Cineclube Presença, Cineclube Laguna, Cineclube IPHAN, FICA, UNISUL, Semana Lixo Zero e das empresas juniores da UFSC EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), TÉTIS (Oceanografia) e Analize (Ciências Agrárias). A realização é do Instituto I3V e Produtora Visionário.

2015 – Festival Internacional de Cinema Socioambiental acontece em Florianópolis

Planeta.Doc começa no dia 26 e terá exibição de 80 premiados filmes mundiais

A Capital catarinense será palco da segunda edição do Planeta.Doc, festival internacional de cinema socioambiental, de 26 de outubro a 13 de novembro, com exibição gratuita de 80 filmes em diferentes locais de Florianópolis. Foram selecionadas algumas das mais importantes obras mundiais do gênero, premiadas em eventos como Sundance, Cannes e Festival de Cinema de Berlim.

O Planeta.Doc busca sensibilizar a sociedade para as questões ambientais e promover a reflexão sobre as alternativas que estão sendo geradas para melhorar a qualidade de vida em todos os continentes. “Procuramos revelar e debater com a sétima arte qual a dimensão do impacto ambiental em todos os continentes, evidenciando as inovações em áreas como energias renováveis, produção de alimentos, reciclagem, construções sustentáveis, saúde e políticas públicas”, explica Mônica Linhares, produtora cultural e diretora do evento.

Entre as produções internacionais estão ‘Planetary’ (foto), de Guy Reid (seleção oficial do Washington DC Film Festival), ‘Love Thy Nature’, de Sylvie Rokab (ganhador do Cosmic Angel 2015), ‘Transgenic Wars’, de Paul Moreira (vencedor do FICA 2015), ‘O Sal da Terra’, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado (ganhador do César de melhor documentário). Dos brasileiros, ‘O Menino e o Mundo’, vencedor do Prêmio Cristal no 38º Festival de Cinema de Animação de Annecy, na França, considerado o maior prêmio mundial da categoria, e ‘O Veneno Está na Mesa II’, novo documentário de Silvio Tendler.

Para incentivar o debate também entre os alunos da rede municipal de educação de Florianópolis, o Planeta.Doc firmou parceria com o Programa Mapa das Artes e Culturas da Secretaria Municipal de Educação. “Queremos levar os estudantes para as salas de cinema, contribuindo para o processo de conhecimento e transformação destes jovens”, conta a diretora.

As exibições serão simultâneas nos auditórios da UFSC, UDESC, Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque e na Assembleia Legislativa. As ações também acontecerão em Laguna (Cine Mussi/SESC) e em Ibirama, por intermédio da UDESC–Laguna e o Cineclube Iphan, estendendo o festival para outras regiões do estado.

Premiação Planeta.Doc

Também estão abertas as inscrições para a premiação internacional que escolherá os melhores filmes de documentário e animação de curta, média e longa metragem nas categorias Planeta.Doc Internacional (10 filmes vencedores) e Planeta.doc Brasil (5 filmes vencedores). Mais de 500 obras de 66 países já estão inscritas e os interessados têm até o dia 1º de dezembro para enviar o material pela plataforma  https://filmfreeway.com/festival/PlanetaDoc. O júri internacional fará a escolha dos vencedores em janeiro e fevereiro, com entrega dos prêmios em março de 2016.

O Planeta.Doc tem apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Cinemateca da Embaixada da França, Institut Français e Ambassade de France au Brésil, UFSC, UDESC (Florianópolis, Laguna e Ibirama) Fundação CERTI, Sapiens Parque, Mapa das Artes e Cultura de Florianópolis, Hotel Majestic, Itapema FM. Tem ainda parceria da Analize, Cineclube Presença, Cineclube Laguna, Cineclube IPHAN, FICA, UNISUL, Semana Lixo Zero e das empresas juniores da UFSC EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), TÉTIS (Oceanografia) e Analize (Ciências Agrárias). A realização é do Instituto I3V e Produtora Visionário.

Alguns Trailers

2015 – Trailers dos filmes que fazem parte do Planeta.doc

Confira alguns trailers dos filmes que fazem parte do Planeta.Doc 2015:

A Escala Humana (https://vimeo.com/67638874)

A Guerra dos Transgênicos (https://vimeo.com/124304248)

A Lei da Água (https://vimeo.com/120974926)

A Tragédia do Lixo Eletrônico (https://vimeo.com/117388039)

Bidder 70 (https://vimeo.com/19752485)

Como Mudar o Mundo (https://vimeo.com/126619145)

Desculpe Pelo Transtorno (https://vimeo.com/120955134)

Gelo Negro (https://vimeo.com/97414641)

Love Thy Nature (https://vimeo.com/120507751)

Todo o Tempo do Mundo (https://vimeo.com/105430884)

O Caminho do Algodão (https://vimeo.com/105490261)

O Jogo da Extinção (https://vimeo.com/119005510)

O menino e o mundo (https://www.youtube.com/watch?v=yvxtcAoXgcs

O Sal da Terra (https://vimeo.com/122442246)

Planetary (https://vimeo.com/126007771)

Serra Pelada: A Lenda da Montanha da Ouro (https://vimeo.com/75341469)

O Veneno Está na Mesa II (https://www.youtube.com/watch?v=0PXFcO1T-wA)