Posts

Coluna Pelo Estado: Falando nisso…

Coluna Gente (ND): Mostra Ecozine

2016 – Festival de Cinema encerra neste domingo (13) no cinema do CIC

Dez filmes estarão em cartaz e a entrada é gratuita

 

As mais belas obras do cinema socioambiental estarão em cartaz gratuitamente neste fim de semana no Centro Integrado de Cultura. No total, dez filmes que compõem as mostras do Planeta.Doc ficam à disposição do público no CIC, com cinco sessões no sábado e outras cinco no domingo.
A programação deste sábado abre com ‘A Praça Pede Passagem’ (14h15), seguido pelos filmes ‘Um dia vi 10.000 elefantes’ (15h45), ‘O fim do tempo’ (20h) e ‘O Lugar dos Morangos’ (21h30), além de curtas da mostra competitiva Planeta.Doc (18h30). No domingo as exibições começam com ‘Crônica da Demolição’ (14h15). Na sequencia serão exibidos ‘Tempo’ (15h45), curtas da mostra competitiva (18h30) e ‘Vozes de Chernobyl’ (20h). O documentário ‘Sobrevivendo ao Progresso’ (21h30) encerra a programação do Planeta.Doc 2016.
A terceira edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental movimentou Santa Catarina nas últimas semanas com a exibição de mais de 130 filmes em diferentes locais de Florianópolis, Ibirama, Laguna, Joinville e Balneário Camboriú. ​
TRAILERS DOS FILMES:
A Praça Pede Passagem
Um dia Vi 1.000 Elefantes
O Fim do Tempo
O Lugar dos Morangos
Vozes de Chernobyl
Sobrevivendo ao Progresso
Crônica da Demolição
SINOPSES DOS FILMES:
A PRAÇA PEDE PASSAGEM: Fernando Ramos. Doc. BRA. 100’ O documentário debate a urgência da retomada dos espaços públicos nas cidades contemporâneas. Aborda também as origens de nosso caos urbano e os conflitos entre pessoas e carros.
UM DIA VI 10.000 ELEFANTES: Alex Guimerà e Juan Pajares. Ani. ESP. 76’ AngonoMba, um octogenário guineano rememora a expedição entre 1944 e 1946, quando percorreu a Guiné espanhola documentando a vida na colônia e buscando um misterioso lago, onde segundo contava uma lenda africana, se podiam ver juntos 10.000 elefantes.
O FIM DO TEMPO: Peter Mettler. Doc. CAN, CHE. 109’ Dos aceleradores de partículas da Suíça (onde cientistas investigam a existência de instâncias do tempo das quais não temos nem ideia) ao derrame de lavas no Havaí (que cobriram todas as casas do sul da Grande Ilha); da desintegração da cidade de Detroit a um enterro na Índia (perto do local onde Buda foi iluminado), o diretor explora nossa percepção de tempo.
O LUGAR DOS MORANGOS: Maite Vitoria Daneris. Doc. ESP. 90’ Legendas em espanhol. Lina é uma lavradora idosa do norte da Itália. A cada manhã se desloca ao maior mercado ar livre da Europa para vender suas verduras e seus morangos. A vida de Lina é, como ela diz “casa, igreja e trabalho”. Lina não tem filhos, mas sim cinco cães e a seu marido, Gianni, que quer que ela deixe de trabalhar. Um dia no mercado, entra em cena Hassan, um jovem imigrante marroquino recém chegado a Itália em busca de trabalho. O Lugar dos Morangos é uma história de personagens, filmada durante sete anos através do olhar de uma jovem cineasta espanhola.
CRÔNICA DA DEMOLIÇÃO: Eduardo Ades. Doc. BRA. 90’ No Centro do Rio de Janeiro, uma praça vazia com um chafariz seco e um estacionamento subterrâneo. Há quarenta anos ali ficava o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal. Uma história de sabres e leões, militares e arquitetos, passado e futuro.
VOZES DE CHERNOBYL: Pol Cruchten. Fic. LUX. 86’ Este filme não trata de Chernobyl, mas sim do mundo de Chernobyl, em relação ao qual sabemos muito pouco. Relatos testemunhais sobreviveram: cientistas, professores, jornalistas, casais, crianças. Todos falam de suas antigas vidas cotidianas, e depois da catástrofe. Suas vozes formam uma suplicação, longa e terrível, porém necessária, que cruza fronteiras e nos estimula a questionar nosso status quo.
SOBREVIVENDO AO PROGRESSO: MathieuRo e HoraldCrooks. Doc. CAN. 86’ A ascensão da Humanidade é geralmente medida pela velocidade do progresso. Mas e se o atual progresso estiver nos prejudicando e nos levando em direção ao colapso? Ronald Wright, autor do bestseller “A Breve História do Progresso” inspira este documentário. Civilizações do passado foram destruídas pelas “armadilhas do progresso” – tecnologias fascinantes e sistemas de crença que atendem a necessidades imediatas, mas comprometem o futuro.

2016 – Mostras Planeta.Doc acontecem até domingo (13) no cinema do CIC

As sessões são gratuitas e abertas ao público

 

Mostras Planeta.Doc acontecem até domingo (13) no cinema do CIC
As sessões são gratuitas e abertas ao público
A programação da terceira edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc – prossegue nesta semana com a realização de diferentes mostras competitivas e não-competitivas. As sessões gratuitas e abertas ao público acontecem até o próximo domingo (13) no cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), com exibições de várias obras às 9h30, 14h15, 15h45, 18h30, 20h e 21h30. A programação completa está disponível no link https://goo.gl/CJwRVa.
“Nossa missão é mostrar as práticas geradas internacionalmente para a promoção da sustentabilidade. Estamos na terceira edição e é maravilhoso perceber a cada ano o aumento no engajamento do público catarinense”, comemora Mônica Linhares, diretora do Planeta.Doc. “Espero que as pessoas não percam essa última semana para assistir o que há de melhor na sétima arte socioambiental”, convida.
No total, o Festival deste ano trouxe para Santa Catarina mais de 130 filmes que integram a programação das mostras competitivas Lixo Zero – realizada de 24 a 30 de outubro – Cidades Humanas, Ecozine e Diretores, além da mostra não-competitiva Cinemateca da Embaixada da França. Também são realizadas sessões exclusivas aos alunos de diferentes escolas municipais de Florianópolis, Biguaçu e São José, além de exibições no CIC, UFSC, Sapiens Parque, Fundação Cultural Badesc e Cinema da Lagoa, além da UDESC de Florianópolis, Ibirama, Laguna, Joinville e Balneário Camboriú.

A programação da terceira edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc – prossegue nesta semana com a realização de diferentes mostras competitivas e não-competitivas. As sessões gratuitas e abertas ao público acontecem até o próximo domingo (13) no cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), com exibições de várias obras às 9h30, 14h15, 15h45, 18h30, 20h e 21h30. A programação completa está disponível no link https://goo.gl/CJwRVa.

“Nossa missão é mostrar as práticas geradas internacionalmente para a promoção da sustentabilidade. Estamos na terceira edição e é maravilhoso perceber a cada ano o aumento no engajamento do público catarinense”, comemora Mônica Linhares, diretora do Planeta.Doc. “Espero que as pessoas não percam essa última semana para assistir o que há de melhor na sétima arte socioambiental”, convida.

No total, o Festival deste ano trouxe para Santa Catarina mais de 130 filmes que integram a programação das mostras competitivas Lixo Zero – realizada de 24 a 30 de outubro – Cidades Humanas, Ecozine e Diretores, além da mostra não-competitiva Cinemateca da Embaixada da França. Também são realizadas sessões exclusivas aos alunos de diferentes escolas municipais de Florianópolis, Biguaçu e São José, além de exibições no CIC, UFSC, Sapiens Parque, Fundação Cultural Badesc e Cinema da Lagoa, além da UDESC de Florianópolis, Ibirama, Laguna, Joinville e Balneário Camboriú.

 

2016 – Maiores especialistas na área socioambiental participam de evento em SC

Planeta.Doc Conferência acontece nos próximos dias 3 e 4 em Florianópolis

 

 

Dois dias de debates com os principais especialistas internacionais na área socioambiental marcarão o Planeta.Doc Conferência nos próximos dias 3 e 4, em Florianópolis. O mexicano Enrique Leff, considerado um dos maiores intelectuais latino-americanos no âmbito da problemática ambiental, Carlos Porto-Gonçalves, vencedor do prêmio Chico Mendes e Marcello Lopes de Sousa, ganhador do prêmio Jabuti, estão entre os nomes confirmados. O evento integra a programação do Festival Internacional de Cinema Socioambiental e será realizado do Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina, das 19h às 22h. A entrada é gratuita e a inscrição deve ser feita pelo link http://migre.me/uZSJP. “Foi uma grande conquista reunir esses renomados especialistas na área socioambiental para debater os principais dilemas da sustentabilidade. Desta forma pretendemos contribuir para esse movimento vital de transformação dos indivíduos e da sociedade”, conta Mônica Linhares, diretora do Planeta.Doc.

As conferências abrem no dia 3 de novembro com as palestras de Carlos Porto-Gonçalves, doutor em geografia e vencedor do prêmio Chico Mendes em Ciência e Tecnologia; Dener Giovanini, escritor, jornalista, fundador da Rede Nacional de Combate aos Animais Silvestres e ganhador da mais importante condecoração ambiental do mundo, o UNEP-SASSAKWA, oferecido pelas Nações Unidas; Camila Moreno, pesquisadora na área de métricas de carbono e clima, que nos últimos 15 anos trabalhou com diversas ONGs e redes no Brasil e na América Latina sobre temas de meio ambiente e desenvolvimento, e Ricardo Cardim, mestre em Botânica pela USP e criador da técnica para resgate dos biomas nativos em áreas urbanas com a participação da comunidade.
No dia 4 a programação prossegue com as palestras de Enrique Leff, sociólogo ambientalista mexicano, com mais de 20 livros publicados; Nina Orlow, arquiteta, ambientalista e membro da Rede Nossa São Paulo e da Aliança Resíduo Zero Brasil; Maluh Barciotte, doutora em Saúde Pública e Ambiental pela USP, que atua de forma sistêmica nos temas sustentabilidade e fundadora da Associação de Agricultura Orgânica; e Marcello Lopes de Sousa, doutor em geografia e vencedor do prêmio Jabuti por seu livro “O desafio metropolitano”. O cineasta Beto Brant, diretor de premiadas obras como “O Invasor”, “Os Matadores” e “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”, também está confirmado.
“Convidamos a todos para participar do Planeta.Doc Conferência, que será uma oportunidade incrível para conhecer as ideias desses importantes pensadores tanto da área acadêmica quanto artística. E estamos muito orgulhosos em poder proporcionar esse encontro inédito em Santa Catarina”, comemora Mônica.
Jovens Transformadores
Nesta quinta-feira (3) o Planeta.Doc promove um evento exclusivo para alunos dos últimos anos do ensino fundamental e médio. Haverá exibição do documentário francês “Em busca de propósito”, que propõe um amplo questionamento sobre nossas visões de mundo, e na sequencia será realizada a oficina “Planet Changers” sobre o empoderamento de jovens como agentes transformadores da sociedade e do meio ambiente. “Nesta oficina vamos debater e identificar quais são os compromissos que queremos ter enquanto cidadãos deste nosso planeta”, explica a diretora do Planeta.Doc. O evento é gratuito e acontecerá das 14h às 17h30, no Auditório Garapuvu (UFSC). Os interessados devem se inscrever pelo link https://goo.gl/3wLNw2
SERVIÇO PLANETA.DOC CONFERÊNCIA
Data: 3 e 4 de novembro
Local: Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina
Horário: 19h às 22h
Entrada: gratuita
Inscrição: http://migre.me/uZSJP.
Convidados 03/11: Carlos Porto Gonçalves, Dener Giovanini, Camila Moreno e Ricardo Cardim.
Convidados 04/11: Enrique Leff, Nina Orlow, Maluh Barciotte e Marcello Lopes de Sousa.